16

Aos dezesseis eu tinha um metro e setenta e sete de altura,

Uma calça jeans e um cinto na cintura.

Aos dezesseis eu tinha um rosto com espinhas,

E muito pouco jeito com meninas.

Aos dezesseis eu já era atleticano,

E não tinha idéia do que era o ser humano.

Aos dezesseis eu tinha aulas de geografia,

E costumava dormir nas aulas de filosofia.

Aos dezesseis eu queria ser engenheiro,

E construir estradas pelo mundo inteiro.

Aos dezesseis eu queria uma namorada,

Nem que fosse apenas para dar risada.

Aos dezesseis eu tinha medo do mundo,

E meu sono já não era tão profundo.

Aos dezesseis eu jogava bola,

E me divertia com os amigos na escola.

Aos dezesseis eu fiquei bêbado,

E tive que ir pra casa mais cedo.

Aos dezesseis meus pais eram muito chatos,

E no meu pé já não cabiam meus sapatos.

Aos dezesseis eu queria ter trinta e três,

E hoje sonho com os dias em que tinha dezesseis.

Venilson Fonseca – Professor de Geografia do IFMG – Campus Ouro Preto

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s