5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão

Para conhecer o site Tecmundo, clique aqui.

 

Confira algumas formas curiosas com as quais as pessoas costumavam espantar o tédio.5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão(Fonte da imagem: Thinkstock)

 

Pode até ser que você não assista muito à televisão, mas consegue imaginar como seria a sua vida sem ela? Esse aparelho fantástico surgiu em meados da década de 20, e a TV em cores só foi ser inventada em 1954. Assim, como é que as pessoas faziam para se distrair até então? O pessoal do site mental_floss resolveu vasculhar os livros de história, descobrindo algumas formas de entretenimento muito populares antes do surgimento da telinha mágica. Confira:

 

Dissecações públicas

5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão        (Fonte da imagem: Reprodução/mental_floss )

No século 14, as dissecações humanas começaram a se transformar em eventos bem populares na Europa, sendo presenciadas por milhares de pessoas que inclusive pagavam entrada para assistir aos cirurgiões fatiando os cadáveres. E quanto mais “interessante” fosse o corpo, mais caras eram as entradas! Tanto os homens como as mulheres atendiam aos espetáculos, que muitas vezes eram seguidos por bailes e festivais. Bem, como ainda não existiam os filmes de terror…

Passear de escada rolante

5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão

(Fonte da imagem: Reprodução/mental_floss )

A primeira escala rolante do mundo foi construída em um parque de diversões de Nova York em 1896, simplesmente para divertir as pessoas. O invento causou tanto espanto na época que, durante as duas semanas em que permaneceu em funcionamento, 75 mil pessoas passearam nela. Contudo, os primeiros modelos apenas subiam, e os inventores demoraram três décadas para convencer os empresários e a população a descer pelas assustadoras máquinas inversas.

Desembrulhar múmias

5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão

(Fonte da imagem: Reprodução/mental_floss )

No século 19, durante a Era Vitoriana, o Egito se tornou um destino turístico extremamente popular para os ingleses, e era comum que as famílias abastadas possuíssem suas próprias múmias. Assim, provavelmente por curiosidade, as pessoas começaram a desembrulhar esses artefatos para ver o que é que existia debaixo de tantas bandagens. E, aproveitando a ocasião, por que não reunir os amigos e fazer um evento divertido, com direito a comidinhas e tudo mais?

Já nos EUA, as múmias eram muito mais raras, portanto, quando ocorria algum “desembrulho” público, era normal que milhares de pessoas quisessem assistir. Apenas os homens podiam comparecer, e durante uma dessas famosas reuniões, que prometia revelar a múmia de uma princesa egípcia, uma plateia de 2 mil homens ficou chocada ao descobrir que, na verdade, a jovem contava com um pênis mumificado.

Execuções públicas

5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão(Fonte da imagem: Reprodução/mental_floss )

Esses horríveis eventos provavelmente foram os acontecimentos públicos com o maior número de espectadores da história. Assim, o enforcamento de um pastor protestante em Paris, por exemplo, reuniu uma multidão de 40 mil pessoas. Já uma execução pública que ocorreu na Inglaterra em 1824 atraiu um público de mais de 100 mil! Para que você tenha uma ideia, a capacidade atual do Maracanã é de 78.838 pessoas.

Visitar manicômios

5 opções bizarras de divertimento populares antes da invenção da televisão(Fonte da imagem: Reprodução/mental_floss )

Sabe o que as pessoas entediadas dos anos 1800 faziam para passar o tempo? Pagavam uma pequena entrada e iam ver os loucos em hospícios. A instituição mais famosa da época no Reino Unido — St. Mary Bethlehem, ou simplesmente “Bedlam”, que também significa “hospício” e “caos” em inglês — inclusive permitia que os visitantes cutucassem os doentes no caso de eles estarem tranquilos demais.

As visitas eram tão populares que, em 1814, mais de 96 mil pessoas já haviam passeado pelo interior de Bedlam. Além disso, quem não tivesse dinheiro para a entrada só precisava esperar a pela primeira terça-feira de cada mês, quando a visitação no mundo dos loucos era gratuita.

 

Fonte: mental_floss

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s