Fora Collor! Impeatchment Já!

Pausa Para História

Fernando Collor

O processo que culminou com a renúncia do presidente Fernando Collor de Mello, em 29 de dezembro de 1992, foi resultado de meses de investigação parlamentar provocada por denúncias de corrupção divulgadas pela imprensa. Ainda candidato, em 1989, o ex-governador de Alagoas era bem diferente dos políticos da época: relativamente jovem (39 anos), fazia cooper, andava de jet-ski e estampava frases de impacto, como “Não fale em crise. Trabalhe”, em suas camisetas.

Já ao assumir a presidência, em março de 1990, sua popularidade começou a ficar abalada ao confiscar o saldo das poupanças bancárias com a intenção de frear a inflação. Cada pessoa ficou com apenas 50 mil cruzeiros (cerca de R$6 mil) disponíveis e muita gente empobreceu da noite para o dia. Segundo a então ministra da Fazenda, Zélia de Melo, esse valor teria sido escolhido arbitrariamente durante uma festa. Porém, não deu certo: a inflação subiu e…

Ver o post original 217 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s