A Primavera de Praga

Construindo História

A cidade de Praga, capital da atual República Tcheca

Já havia duas décadas que os comunismo estava presente na então Tchecoslováquia – ultima a se juntar à Cortina de Ferro – e o país já estava recebendo os efeitos da burocratização e do excesso de autoridade decorrentes do processo de Stalinização. Em janeiro de 1968 Alexander Dubcek, da ala reformista, assume a Secretária Geral do Partido Comunista tcheco e, diante do cenário do país, resolveu pôr em prática um audacioso plano de ‘humanização’ do regime, por meio de reformas políticas, econômicas e sociais.

No plano de reformas de Dubcek constavam a liberdade de imprensa, o fim do monopólio político do Partido Comunista, a livre organização partidária, a tolêrancia religiosa, entre outras medidas que apontavam para um radical processo de democratização da Tchecoslováquia.

Alexander Dubcek

Ao mesmo tempo, Dubcek também ensaiava uma aproximação com a Alemanha Ocidental. O auge da crise com…

Ver o post original 521 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s