“Coronelismo”,“coronelismo eletrônico”, clientelismo e “clientelismo eletrônico”: apontamentos para um debate

História em foco

Resumo : Problematização conceitual acerca das definições de “coronelismo”, “coronelismo eletrônico” e clientelismo. Historia a criação e uso do termo a partir de Victor Nunes Leal e sua utilização trazida à reflexão das políticas de comunicação, especialmente na área de mídia eletrônica de televisão. Demonstra a trajetória conceitual dos três termos e como eles relacionam-se com a realidade sócio-econômico-brasileira, evidenciando a superação de “coronelismo” como categoria, a ascensão do clientelismo e problematiza o uso do termo “coronelismo eletrônico”, a partir dos elementos trabalhados acerca dos conceitos trazidos ao debate no campo da reflexão da comunicação.
A reflexão pioneira sobre as relações de domínio instaladas no Brasil a partir da configuração das forças políticas no município, seus vínculos com apropriedade da terra e o aparelho do Estado foi a principal contribuição de Victor Nunes Leal à compreensão da formação social brasileira.
O termo “Coronel”, incorporado à nossa língua portuguesa, trata-se de…

Ver o post original 1.609 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s